top of page
sys-site-blog.png

Blog

6 dicas para turbinar o sexo casual



Sexo é uma coisa muito importante na vida da maior parte das pessoas, isso é inegável. Mas em um mundo em que o sexo casual ainda é visto como tabu quando proposto por mulheres, como levar com plenitude a vida de solteira, e terminar a noite com bons orgasmos compartilhados?


Vem pra cá sys que hoje a gente te trás seis dicas reflexivas e práticas para aprimorar o seu sexo casual!





Status de relacionamento: Solteira


Podem tentar te dizer que não, mas o sexo casual está mais em alta do que nunca!


Pelo Censo Demográfico do IBGE de 2010, o Brasil conta com quase 90 milhões de pessoas solteiras. Haja boca pra beijar por aí! O censo está atualmente sendo aplicado para novos resultados, e a expectativa é de que esse número tenha crescido por conta da pandemia e dos novos diálogos acerca de relacionamentos e solteirice.


"“10 Principais Tendências Globais de Consumo” realizada pela Euromonitor Internacional, o número de residências com um único morador deve crescer a uma taxa média anual (CAGR) de 1,9% na próxima década. O estudo ainda mostra que, até 2030, a estimativa é que haja um aumento de 120 milhões de residências de uma única pessoa, o que corresponde a um aumento de 30% em relação a 2018.


E se tratando de quem pratica relações não monogâmicas, a revista Veja divulgou em 2021 que “no Brasil, as pesquisas pela pergunta “o que é relacionamento aberto?” aumentam 70% nos últimos doze meses, enquanto a busca por “relacionamento aberto significado” cresceu 300%.”


Dados como esses colocam evidente que o sexo casual está em hype! Seja em one-night-stands, sexo entre amigos, encontros recorrentes sem compromisso… a prática está acontecendo. Ainda assim, sabe-se que para muitas mulheres, principalmente, ainda existem diversos tabus envolvendo a prática casual do sexo.


Mas pode transar no primeiro encontro?


Fomos ensinadas que não devemos transar no primeiro encontro, para nos dar valor. Que também devemos agradar aos homens para que eles queiram laços conosco e nós não terminemos “ficando para a tia”. Aproveitar a solteirice sem estar em uma busca constante por um relacionamento pode ser ainda desafiador.


Por outro lado, as mulheres que vivem sua liberdade sexual ainda estão sujeitas a diversos julgamentos e auto julgamentos. Nunca vi um homem se perguntando se deveria ou não propor sexo na primeira noite, mas ainda recebo depoimentos de diversas mulheres alegando que a culpa de “ter dado no primeiro encontro” as impediu de sentir prazer.


Fica reforçado o nosso posicionamento: Você pode e deve trocar sexualmente com quem, sempre, como, quando e onde quiser! Sendo da sua vontade e tesão, não acreditamos em nenhum julgamento moral que deve te travar, sys!


Mas vamos ao que interessa!


Como a confiança pode ser algo que influencia muito na nossa entrega, e consequentemente, no nosso prazer; listo aqui seis dicas para turbinar o sexo casual e se sentir muito mais confiante não importa a cama em que estiver


1- Não confunda: trocar afeto não é trocar sentimento





Trocar sensação não é trocar sentimento! Atenção a isso sys!


O mito de que as mulheres são grudentas e desesperadas por uma relação foi disseminado de uma maneira muito violenta e mentirosa.


Muitas pessoas se privam de trocar afeto em relações casuais, trocar toques, beijos mais profundos com receio de que a parceria pense que está havendo algum sentimento brotando. Isso leva a um sexo raso, em que corpos mal se tocam, bocas mal se encontram e que pode levar a uma sensação de vazio ainda maior do que se não tivesse havido nada.


Uma troca de afeto no sexo casual não é só deliciosa mas também pode ser a chave para um sexo muito mais prazeroso.


A pornografia necessita de corpos distantespara que seja gravada, senão não haveria espaço para a câmera captar o movimento. Isso faz com que muitos pensem que o sexo que é desejado é um sexo distanciado, o que não é verdade. Trocas de carícias e beijos são essenciais para uma maior excitação! E tá tudo bem querer trocar carinho sem trocar sentimento.


Quem elabora muito bem sobre isso é Lais Conter, escritora e criadora do Me lambe. Você pode ler as reflexões da Laís sobre o tema aqui.


2- Melhor preliminar ever: converse sobre sexo antes da relação





Normalmente antes do sexo rola um papo, drink, um encontro e conversas sobre diversos assuntos, e por que não trazer o sexo para esse papo?


Você pode estar pensando “Mas conversar sobre sexo com alguém que eu acabei de conhecer isso não é estranho?”


A conversa não precisa partir exatamente da prática sexual mas, em um momento no qual você e o date estão trocando sobre hobbies, estudos, áreas de interesse, você pode muito bem comentar que acompanha páginas de sexualidade e que isso é algo que você tem pensado e tido interesse sobre..


Trabalhando com isso, sei que para mim a introdução esse assunto costuma ser bem mais fácil, mas venho te dizer que 100% das experiências que tive ao puxar esse assunto foram produtivas! Tanto para perceber abertura para conversar, revelando vontade de experienciar um sexo mais gostoso, quanto para notar completa negação ao assunto (o que, consequentemente, evitou um sexo provavelmente medíocre) e ainda para bloquear completamente quem pensa que mulher que fala de sexo é vulgar ou está já querendo te dar. Falar sobre o assunto pode te livrar de uma furada….


A conversa sobre sexo pode até evoluir para papos mais quentes e provocativos que levem vocês ao ato, já deixando também o caminho aberto para, na hora da relação, o diálogo acontecer com mais liberdade.


3- Tenha sempre um lubrificante e camisinhas extras na bolsa


Já faz muitos anos que a compra de camisinhas deixou de ser algo unicamente da preocupação dos homens. Mulheres devem ter sempre camisinhas nas carteiras, e bolsas para também evitar aquele papo de macho de “ai mas eu esqueci a camisinha vamos fazer sem mesmo.”


É muito importante que você tome para si as responsabilidades da sua saúde. O uso de camisinha não só previne uma gravidez indesejada, mas também a contração de ISTs. Principalmente quando falamos de sexo casual, acredito que não há ainda confiança e espaço para decidir assumir um risco e transar sem métodos de barreira.


Além disso, ter sempre um bom lubrificante na bolsa ou por perto pode ser muito bom tanto para se masturbar, quanto para a masturbar a parceira, ou ainda para o momento da penetração. Para muitas pessoas o uso de lubrificante ainda pode parecer algo para mascarar uma falta de lubrificação natural, mas não é bem assim.



Sabemos que em diversos momentos do ciclo das mulheres a nossa lubrificação varia, assim como o nosso humor e as nossas sensações. Fazer uso de um lubrificante na hora do sexo pode trazer mais conforto para você para parceria e ainda proporcionar momentos de novos prazeres.


Se você está com a bolsa cheia na balada e não consegue levar um pote de lubrificante já existem produtos como o sachê da feel que você pode colocar na carteira, utilizar e jogar fora sem nenhum problema.


4- Mostre suas vontades, sys!


O seu prazer é essencial e você pode muito bem mostrar o que você quer na hora do sexo.


De uma certa maneira, fomos ensinadas a deixar com que os homens comandem no momento do sexo as posições que vamos fazer, a intensidade, a ordem das coisas e até quando o sexo começa e termina. Isso nos deixa completamente passivas no nosso prazer.


Podemos até gostar sim do sexo que estamos fazendo, pensar que é confortáve. Claro, não ter que pensar o que fazer e só ir seguindo é de certa maneira um conforto, mas você pode estar perdendo oportunidade de explorar o seu próprio prazer e também de proporcionar novas experiências para sua parceria.


Você já parou pra pensar o que você gosta na hora do sexo? Essa é uma pergunta que quando feita de maneira sincera, e não automática nem performática, pode levar até uma certa crise existencial! rs! já estive ali!


Mas quando você começa a reflertir atentamente sobre isso, pode perceber que suas vontades estão na troca, no toque, no carinho, na experimentação… Faça do sexo um momento de exploração, colocando também suas vontades em jogo, sys!


E pra dar algumas dicas extras de como ter mais orgasmos e promover orgamos mais fortes, turbine as suas experiências sexuais com essas dicas aqui


5- Dedos para mapear, língua para degustar


A indústria cultural e a pornografia mainstream nos deseducaram sexualmente abusando de cenas nas quais o sexo começa com uma rápida tirada de roupas, uma pegação intensa e curta, e em pouquíssimo tempo, dois corpos já focados em penetração ou toques completamente genitais.


O sexo quente, no qual nos apertamos contra paredes e móveis, num arranca roupa desesperado pode sim ser delicioso, mas podemos também ter calma para sentir e degustar todo corpo da nossa parceria também no sexo casual!


Fica a dica: explore cada cantinho do corpo da pessoa e ative suas sensações. Quando for para o sexo oral se lembre de não se apressar enfiando tudo dentro da boca de uma só vez.


Para muitas mulheres ainda há a falsa percepção de que um bom sexo oral é aquele no qual todo o penis é enfiado dentro da boca de maneira rápida e profunda. Isso acarreta em ânsia, dor muscular, e para muitas mulheres da impressão de que elas não gostam de fazer sexo oral.


Mas não precisa ser assim! Algumas dicas para tornar o sexo oral mais prazeroso para ambos, é lamber toda extensão do pênis ou da vulva da parceria sentindo gosto, beijando como se fosse um longo beijo na boca, intercalando com toques bem suaves com a ponta dos dedos. Assim você vai ter muito mais calma da exploração e proporcionar sensações completamente novas para sua parceria.


Se você quer mais dicas de como dar e receber um bom sexo oral, no nosso manual definitivo do sexo oral você terá diversas dicas para sentir e proporcionar muito mais prazer!


6- Foi bom pra você?


Nós estamos fazendo um sexo bom para nós ou somente para os outros?


Essa dica final te convida a se abrir mais para a escuta do seu próprio corpo, e para a troca real e sincera. Um sexo gostoso é um no qual todas as partes se sentem confortáveis e livres para gozarem de diversos prazeres!


Aquela conversa do “e foi bom pra você?” pode também ser feita com si mesma após o sexo! Mapear o que você gostou e o que te incomodou em cada relação é um ótimo meio de aprender mais sobre o seu prazer, suas travas e desejos! Já se perguntou sobre isso sys?


Por fim


Lembrem-se que vocês são donas do próprio corpo e podem também ditar quando, com quem, onde e como o sexo vai acontecer! É pra ser sempre leve, consensual e prazeroso!


Até a próxima, sys!



 

Mari Williams (@mariwilliams)

Educadora sexual e integrante da equipe Share your Sex

1.064 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page